13 setembro 2012

Clarice Lispector

No dia 10 de dezembro 1920,nasceu Clarice na Tchetchelnik.Em 1925 estava emigrando da Rússia para a América junto à sua família.Uma família de 4 pessoas,Pinkouss seu pai,Mania Lispector sua mãe,e suas duas irmãs Tânia e Elisa.
Em 1926 chegavam ao Brasil,moraram em Alagoas,e depois se mudaram para Pernambuco.
Ela passou sua infância em Recife.Fez o seu primário a escola João Barbalho.
Um fato espantoso para ela,foi aos 7 anos quando aprendeu a ler e descobriu que os livros eram escritos por autores.
Surgiu-se então a vontade de ser autora também,e passou a escrever histórias ingênuas,onde enviava para o Diário da Tarde.Havia prêmio para as melhores,mas Clarice nunca ganhou nada.
Vendo que contos não dava em nada,Clarice resolveu tentar o teatro,e aos 9 anos escreveu uma peça de três atos,mas ninguém leu.Ela a guardou bem guardada numa estante,"era uma história de amor",ela confessou mais tarde.
Aos 9 anos de idade,perdeu a mãe,e terminou também o primário e entrou para o ginásio Pernambucano.
Em 1937,aos 12 anos,Clarice muda-se com a família para o Rio de Janeiro,e passa a morar no bairro da Tijuca.Quando terminou o colegial,resolveu entrar no curso complementar de direito,do colégio Andrews.No ano de 1940,dedicou-se intensamente à leitura,frequentou diariamente uma biblioteca de aluguel,lia Machado de Assis,Graciliano Ramos,Jorge Amado,Mário de Andrade,Rachel de Queiroz...
Começou a trabalhar aos 16 anos e passou a comprar seus livros,disse ela a O Pasquim em 1974:
"Com meu primeiro ordenado,eu entrei numa livraria,orgulhosa.
Olhei alguns livros.Abri um,vi que era diferente.Eu não sabia quem era Katherine Mansfield.Aí comprei.Custou 10 cruzeiros."
Em 1941,no primeiro ano da faculdade Nacional de Direito,Clarice trabalhou como redatora na Agência Nacional.Depois passou para o jornal A Noite e começou a escrever "com muita angústia" o romance Perto do Coração Selvagem.Em 1943 terminou,seu livro "Perto do Coração Selvagem",e foi nesse mesmo ano seu casamento com Maury Gurgel Valente,colega de faculdade.
Os dois se formaram no mesmo ano,em 1944,e nesse ano também,ela publicou o livro pela Editora A Noite.
Por causa da profissão do marido,diplomata de carreira,Clarice viveu 15 anos fora do Brasil.Com 19 anos chegou a Nápoles,na Itália.No começo foi ajudante num hospital de soldados brasileiros,e depois decidiu se dedicar a escrever O Lustre.
Após O Lustre que foi publicado em 1946 pela Editora Agir,começou a escrever A Cidade Sitiada,em Nápoles.Depois foi morar em Berna,na Suíça,onde terminou o livro que foi publicado em 1949,ano em que nasceu seu primeiro filho,Pedro.
Em 1952 ela publicou alguns contos,e já havia deixado Berna e passou 6 meses em Torquay,Na Inglaterra,e agosto foi para o Estados Unidos.
O segundo filho Paulo nasceu em Washington,cidade em que morou por 8 anos.Antes de se mudar já havia começado o romance de A Maçã no Escuro,e terminou ele em 1956.
No ano de 1960 escreveu Laços de Família,ano também que se separou de Maury Gurgel Valente.
Voltou ao Brasil,e passou a morar no Rio de Janeiro,em um apartemento no Leme.
Em 1964 publicou os dois livros:A Legião Estrangeira e A Paixão Segundo G.H.
Ainda quando morava em Washington,seu filho Paulo perguntou por que não escrevia um livro para crianças...
Foi então que emocionada se lembrou de uns dos coelhos que tinha quando criança,e resolveu escrever O Mistério do Coelhinho Pensante editado em 1967 e prêmio Calunga,da Campanha Nacional da Criança,e depois escreveu A  Mulher que Matou os Peixes,A Vida Íntima de Laura e Quase de Verdade.
Ainda em 1967,acordou com o quarto em chamas,pois antes de durmir,estava fumando na cama,e deixou o cigarro aceso.Estava com queimaduras na mão direita e nas pernas.
Recuperada,continuou sua luta pela literatura...
Os últimos anos de vida de Clarice foram dedicados à produção de seus livros mais elaborados,
como A Hora da Estrela e Um Sopro de Vida.
Com Felicidade Clandestina,ganhou o prêmio Golfinho de Ouro.
E de 1969,também o romance Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres,livro que foi considerado "estranho" por muitos.
Clarice ganhou o primeiro prêmio do X Concurso Literário Nacional,de Brasília,em 1976.
A participação no Congresso Mundial de Bruxaria em Bogotá,Colômbia,para representar o Brasil,resumiu-se à leitura de seu conto" O Ovo e a Galinha".
Em 1977,foi o ano de sua morte.
Primeiro de novembro foi a um médico fazer exames,e o diagnóstico veio implacável:cancêr generalizado,não havia mais nada a se fazer.
Clarice morreu no dia 9 de dezembro,um dia antes do seu aniversário.
Queria ser enterrada no cemitério São João Batista ("é mais perto,vão me visitar").Mas não foi,ocorreu uma cerimônia simples,sem discursos e foi enterrada no cemitério Comunal Israelita,no Caju.
-Procuro viver rapidamente os fatos,porque a meditação profunda me espera!
Literatura Comentada
1981-1982

Nenhum comentário:

Postar um comentário