04 fevereiro 2013

O dia.


Espero um dia saber me explicar.Saber dizer ao certo o que penso,e até mesmo demonstrar o que sinto.
Sair das palavras formais,e usar palavras certas e simples.
Ainda sim,espero o momento de sair de casa com um sorriso grande no rosto,e não fazer questão de escondê-lo a ninguém,afinal,eu anseio muito por esse sorriso.Espero sair de casa preocupada com meu cabelo,e como de costume,ajeitá-lo a todo instante e ainda achar que ele está desarrumado.
Tudo isso,para buscar quem eu amo nessa pequena rodoviária,dessa também pequena cidade.
Não,não é uma armadilha nem ao menos uma emboscada.Nesse rascunho,cabe muitas coisas...
Só não caberia eu me explicar ou tentar explicar o que sinto por você rapaz.Não...Não valeria a pena.
Há momentos para tudo,e o nosso momento irá chegar!
Mesmo que enquanto esse momento não chegue,morreremos aos poucos...
É verdadeiro?
Sim,mesmo que eu não saiba explicar o que sinto por você rapaz,eu saberia reconhecer intensidade do que é algo passageiro ou até mesmo falso.
É nesse rascunho que eu me salvo.Nos salvo.Estou me salvando em pequenas frases,que nela,por sinal,cabe grandes coisas,todas com seu verdadeiro sentindo.Em cada palavra há muito outros significados.Uma palavra então,é imensa...Bem,assim acho.Resolvi também adotar o "acho" do que usar minha "certeza".Você sabe por que.
Certezas machucam,e as vezes sendo mal usadas,causam o fim.
                                                                                Ytan Sohnarap

2 comentários:

  1. Seus textos são muitos bons. Me peguei lendo alguns e nem percebi o tempo passar.

    Beijos, Letícia
    Desconstruindo Amélia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah obrigada...É bom saber que as pessoas gostam. *-* Seu blog é muito lindo viu.Parabéns.

      Excluir