20 julho 2014

Esse texto não faz sentido e não fiz questão de que fizesse.

Há muitas coisas para serem ditas.A primeira é que não existe uma fórmula para a felicidade.Passei muito tempo procurando.Sim,perdi tempo,ou talvez não.Nada que fazemos no mundo é perca de tempo.Essa foi uma semana neurótica.Capaz de enlouquecer qualquer um que ainda possua consciência.
É banal querer escrever tudo o que se sente.Não consigo.Sinceramente talvez isso seja perca de tempo,ou a perca de tempo seja em não tentar descrever isso que sinto.Bem,estou tentando.Queria descrever a dor,mas ela é caótica,grita,grita e gera um vazio de palavras.Queria descrever também a felicidade,mas eu ainda não a sei definir.
Sei que talvez a encontre em algo simples.É mais provável.Não sei por que.
Como deve ser continuar a viver sem quem amamos?
Não consigo imaginar.Talvez essa seria a pior dor para se descrever.Ainda prefiro imaginar que quando alguém se vai,ela está apenas viajando.Talvez não esteja me enganando.Apenas são táticas que devemos ter para que a vida não dê risadas da nossa cara.Eu tenho a imagem da vida,como se ela fosse extremamente má.Ela nos prega uma peça e depois dá gargalhadas da nossa reação.Acho que devemos nos preparar para tudo.Mas sem deixar de viver.Entende? Não sei se é só eu que tento entender. Sei lá,eu quero um dia poder saber ao certo o que dizer.Não queria naquele dia dizer apenas "Sinto muito". Eu queria ser a esperança ou talvez dizer algo que transformasse as lágrimas em sorrisos.A vida é isso.Eu tenho medo de amanhã eu estar nessa.Mas quero me preparar para que eu dê risadas da vida e poder dizer a ela: Chega sua filha da puta,quem rir por último nessa porra sou eu.
Ah,foda-se. Não estou aqui como a Ytan Sohnarap.Estou aqui como Naty.Porra,não aguento mais essas ironias do destino.Ontem não quis a água,e hoje transbordo elas pelos olhos.Era para aceitar a água,vida?
Não estava com cede porra.Não deveria ter feito isso.Mas sei que não foi você vida.Você não tem poder pra isso.
Queria fazer um texto que tivesse sentido.Mas desisti. Esse texto só faz sentido para quem sente. Sente muito como eu e não há outro modo de consolo.
Não acredito que alguém se sinta do modo que eu me sinto.
Não acho palavras certas.A vida aos poucos faz com que cada um perca sua essência. Talvez seja lei do mundo ou apenas castigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário