09 janeiro 2015

Acreditar



A vida se torna mais fácil, quando aprendemos a nos ouvir.
Sim, nós temos esse poder de ouvir essa voz que há dentro de nós.
Mas às vezes, nos fingimos de surdos. O que é um grande erro.
Eu vivi o princípio da minha vida errando. Achava que o que uma segunda pessoa dizia à respeito de algo, estaria mais certo do que aquilo que eu acredita.
Vejo que não cheguei muito longe assim. Foi um atraso.
Hoje, estou lutando incessantemente pelo o que penso e pelo o que "acho". A minha voz tem mais poder do que a voz de qualquer outra pessoa. A sua voz tem poder. Acredito, logo vou dizendo. Pois quando acreditamos em algo que está dentro de nós, é apenas um sonho. Quando dizemos, se torna real. Pois ela sai para o mundo.
Com isso, se torna um compromisso com a comunidade. Pois querendo ou não, quando nos comprometemos com o mundo, as chances são que damos mais valor em "cumprir com a nossa palavra". Com isso, as chances de algo dar certo tende aumentar. Acho que devemos nos alimentar todos os dias! Se alimente. Não digo apenas de alimentos. Mas me refiro às palavras. Você é aquilo que acredita que pode ser. Se você acredita que não é capaz, então você acredita que você é um fracassado. Eu acredito que eu posso. No filme " Um domingo qualquer" diz, que as chances de conseguirmos algo, são mínimas e está em todos os lugares, em "Polegadas" no vocabulário americano... Ou seja, para conseguirmos o que queremos as chances estão em centímetros.
Para que possamos alcançar nossos objetivos, não dependemos de ninguém, apenas de nós mesmo...
~Ytan Sohnarap.

31 agosto 2014

O doce fardo de ser necessário.


[...] Eu quero apenas uma solução.Talvez eu tenha deixado de almejar a certeza.
Certezas nas quais não tenho,pois tudo é imprevisível.Estou cansada,mentalmente e também,fisicamente.É difícil conviver com outras pessoas.Minha maior dificuldade é ser obsessiva em querer entendê-las.Eu poderia apenas aceitar suas ações e reações,mas não,quero saber o por quê de cada ação e o que levou essa pessoa a fazer.Eu quero entender o que não é possível chegar à uma conclusão.Eu quero invadir o âmago de um indivíduo e revirar para achar uma resposta.
Eu me reviro,me procuro e não me acho.Ando com problemas sérios.Sérios de mais que não me permite sorrir.Eu já não sei o que fazer.Aqueles sonhos que criei,se foram.Isso me dói de uma forma inexplicável.Na gaveta do quarto,diários largados.E meu livro,incompleto.Assim como eu.
Ando buscando o quebra-cabeça da minha vida mas são poucas as partes que tenho.Acho que por mais triste e dolorosa que a vida seja,as conquistas se tornam mais saborosas.Posso não ser a melhor pessoa do mundo,mas sou justa.Amo justiça.Vou continuar me levando para longe.Sei que quem sonha algo muito grande,as dificuldades são maiores ainda.Mas nada que me assuste ao ponto de me fazer desistir.Almejando um dia estar longe, longe daqui,talvez ao menos por uns tempos.Apenas para descansar meus olhos e meus ouvidos,de coisas que vejo e não gosto e de coisas que ouço e não me convém.Queria mesmo era sair por aí,sem rumo ou direção.Apenas sair,cruzar estradas e rodovias sem fim.Ver o pôr do sol ao amanhecer.Dormir em camas diferentes.Talvez até tentar entender as entrelinhas da vida.As minhas memórias quase perfeitas vão seguindo um rumo no qual jamais imaginei.Assim como,tudo que sonhei até agora,só estão em papéis.
Amo minhas memórias, mas elas têm um jeito de me controlar às vezes.
Ainda tenho registros dos meus planos.Aqueles que havia feito para minha vida.
Planos dos quais,levarei até o meu último suspiro...

       

28 julho 2014

O mundo é de todos.


Mude.Mude a vida à sua volta.Siga,mas não siga em vão.
Ah,como seria bom se todos valorizassem cada passo que se dá.Talvez assim a saudade seria menos árdua,menos agressiva e os valores da vida e de cada sorriso seria mais intenso.Inacreditável seria se no mundo a coisa mais importante fosse o amor.Seria difícil de acreditar que antes do dinheiro, dos bens e patrimônios viesse a cidadania e a compaixão.
Se o mundo é mundo,se todos nasceram aqui,porque cada um é dono de um canto,de posses,de casas...Não nascemos todos no mesmo mundo?
O mundo é de quem nasceu primeiro?Ou o mundo é dos espertos?
Grande egoísmo.O mundo é feito de egoístas.Cada um com seu nível.
A humanidade está se afundando a cada dia.Ainda não entendo o motivo de levantar de manhã,tomar café,escovar os dentes e sair para o trabalho.
Estou indo em busca de que?
Como diz uma música dos Los Hermanos: "Sair de casa já é se aventurar".
Para que ir conquistar o dinheiro,se todos os dias preciso de algo?
Estamos sempre precisando.Mas e vivendo?Estamos?
Acho que não.Eu diria que eu não vivo.O mundo é rico.O mundo é meu,mas existe mais donos.Donos mais fortes que eu e mais ricos também.
Deixa eu definir o que seria o meu "viver".
Para uns é curtir com os amigos,ser feliz e trabalhar para conquistar coisas que trazem sorrisos e suprem o  prazer em ter.
Para mim,viver seria mais que trabalhar para ter coisas para suprir um prazer,seria fazer algo para suprir a necessidade de conhecer minha casa.Casa na qual eu chamo de mundo.Vivemos trabalhando para pagar contas,faculdade,médico,aluguel,água,luz,contas,contas e mais contas!
Isso é viver?Olha em volta,veja o mundo rodeado de pessoas cegas,eu não digo que exergo tudo.Mas eu tô dando valor no simples.No mundo.Nesse mundo que me pertence,mas porém,pago pra viver nele.Triste humanidade.
 Sim chefe,sou fraca.Fraca por que exergo o mundo com outros olhos.Eu queria muito dar valor ao simples.Mas acho que passaria fome se vivesse das minhas palavras.Talvez não iria realizar meu sonho de conhecer minha casa.Califórnia,um dia estarei aí.Não sei como.Mas eu vivo de sonhos e dúvidas.Enquanto há pessoas batendo no peito dizendo que em uma ponte,de um lado eu sou o "eu acho" e ele,do outro a "certeza", bato palmas para sua coragem de sentir orgulho de sua certeza.Este tem que estar pronto para cair e se machucar.
Minhas dúvidas é o que constrói minha humildade de errar e admitir que estive em dúvida de não ter arriscado e dado valor nas minhas palavras.Mas que um dia,eu irei encarar não o mundo,mas as pessoas.Pois são elas o verdadeiro problema.

20 julho 2014

Esse texto não faz sentido e não fiz questão de que fizesse.

Há muitas coisas para serem ditas.A primeira é que não existe uma fórmula para a felicidade.Passei muito tempo procurando.Sim,perdi tempo,ou talvez não.Nada que fazemos no mundo é perca de tempo.Essa foi uma semana neurótica.Capaz de enlouquecer qualquer um que ainda possua consciência.
É banal querer escrever tudo o que se sente.Não consigo.Sinceramente talvez isso seja perca de tempo,ou a perca de tempo seja em não tentar descrever isso que sinto.Bem,estou tentando.Queria descrever a dor,mas ela é caótica,grita,grita e gera um vazio de palavras.Queria descrever também a felicidade,mas eu ainda não a sei definir.
Sei que talvez a encontre em algo simples.É mais provável.Não sei por que.
Como deve ser continuar a viver sem quem amamos?
Não consigo imaginar.Talvez essa seria a pior dor para se descrever.Ainda prefiro imaginar que quando alguém se vai,ela está apenas viajando.Talvez não esteja me enganando.Apenas são táticas que devemos ter para que a vida não dê risadas da nossa cara.Eu tenho a imagem da vida,como se ela fosse extremamente má.Ela nos prega uma peça e depois dá gargalhadas da nossa reação.Acho que devemos nos preparar para tudo.Mas sem deixar de viver.Entende? Não sei se é só eu que tento entender. Sei lá,eu quero um dia poder saber ao certo o que dizer.Não queria naquele dia dizer apenas "Sinto muito". Eu queria ser a esperança ou talvez dizer algo que transformasse as lágrimas em sorrisos.A vida é isso.Eu tenho medo de amanhã eu estar nessa.Mas quero me preparar para que eu dê risadas da vida e poder dizer a ela: Chega sua filha da puta,quem rir por último nessa porra sou eu.
Ah,foda-se. Não estou aqui como a Ytan Sohnarap.Estou aqui como Naty.Porra,não aguento mais essas ironias do destino.Ontem não quis a água,e hoje transbordo elas pelos olhos.Era para aceitar a água,vida?
Não estava com cede porra.Não deveria ter feito isso.Mas sei que não foi você vida.Você não tem poder pra isso.
Queria fazer um texto que tivesse sentido.Mas desisti. Esse texto só faz sentido para quem sente. Sente muito como eu e não há outro modo de consolo.
Não acredito que alguém se sinta do modo que eu me sinto.
Não acho palavras certas.A vida aos poucos faz com que cada um perca sua essência. Talvez seja lei do mundo ou apenas castigo.